Walmart aposta no QR com pagamentos móveis

walmart

A Walmart está a dar um passo arrojado no domínio dos pagamentos móveis com o seu inovador sistema Walmart Pay, que tira partido da versatilidade da tecnologia de código QR.

Nas nossas discussões anteriores, analisámos a forma como as lojas de retalho podem aumentar significativamente a sua atração, incorporando códigos QR como um canal para várias opções de pagamento móvel, incluindo cartões de crédito e contas PayPal. À medida que nos aproximamos da época festiva, esta ferramenta torna-se indispensável. Não só poupa tempo valioso aos clientes, poupando-os a longas filas de caixa, como também os liberta da necessidade de transportar carteiras físicas, garantindo simultaneamente transacções seguras através da utilização de códigos QR.

Agora, a parte emocionante é que este não é apenas um conceito teórico – é uma realidade prática. A Walmart, um gigante mundial do retalho com presença em vários países, está a lançar o seu novo sistema de pagamento móvel, o Walmart Pay. Este sistema tira partido de todo o potencial dos códigos QR para oferecer aos clientes uma experiência de compra eficiente e sem descontinuidades. Inicialmente lançado este mês em Bentonville, está pronto para se expandir por todas as suas 4.600 lojas em todo o país no próximo ano. O Walmart Pay representa um salto significativo em direção ao futuro do retalho, onde o processo de pagamento é rápido, conveniente e seguro, graças ao poder da tecnologia de código QR.

10walmart web master675

A ideia da Walmart

A ideia subjacente a esta iniciativa QR é fazer a ponte entre o comércio eletrónico e as compras na loja. Embora não se trate de uma nova tendência, estabeleceu-se com certeza, ultrapassando outras tecnologias como as comunicações de campo próximo (utilizadas pelo Apple Pay e pelo Android Pay), que não são amplamente suportadas pelos comerciantes. A Walmart, consciente deste facto, optou por desenvolver o seu sistema de pagamento móvel com base em códigos QR, desafiando a já referida tecnologia NFC que gigantes tecnológicos como a Apple e a Google utilizam.

Mais ainda, a força do Walmart Pay reside na sua compatibilidade. Outros funcionam apenas com os seus respectivos sistemas operativos, enquanto o da Walmart funciona com todos eles. Eis o que Daniel Eckert, vice-presidente sénior de serviços da Walmart U.S., disse em relação a este assunto:

“Quando olhamos para estas coisas, o cliente tem restrições que lhe são impostas e isso cria fricções e costuras na experiência de compra. Mas o Walmart Pay funciona com qualquer smartphone e quase todos os tipos de pagamento”.

Como é que funciona?

Para utilizar o Walmart Pay, os clientes têm de descarregar a aplicação e escolher um método de pagamento. Se já tiverem a aplicação, não terão de voltar a introduzir as suas informações. Uma vez feito isso, na caixa registadora, os clientes só têm de tirar os seus telemóveis e digitalizar o código QR, que está ligado aos seus cestos de produtos. Fácil como uma tarte! E não só; a Walmart está a associar a sua aplicação de pagamento a outras funcionalidades, como gráficos de comparação de preços, para ajudar os clientes a fazer uma escolha sensata.

qr code retail

O Walmart Pay é um exemplo brilhante das numerosas implementações bem sucedidas do código QR, destacando exatamente a razão pela qual esta tecnologia continua a ser relevante na nossa era digital. Leva-nos a refletir um pouco sobre a notável evolução dos nossos dispositivos móveis. Hoje em dia, os nossos telemóveis transcenderam as meras ferramentas de comunicação; tornaram-se inteligentes, uma parte integrante da nossa vida quotidiana. Com eles, podemos aceder sem problemas à vasta extensão da Internet e realizar eficientemente uma multiplicidade de tarefas. Esta relação simbiótica entre as nossas interfaces digitais e o mundo tangível desbloqueou um reino de possibilidades infinitas e inovadoras.

No centro desta ponte transformadora está o código QR. Embora tenham surgido alternativas como a Realidade Aumentada (RA) e a Comunicação de Campo Próximo (NFC), os códigos QR provaram a sua resistência ao longo do tempo. Eles perduram não só porque são económicos e seguros, mas também porque ganharam o reconhecimento das pessoas em todo o mundo, tal como os nossos indispensáveis smartphones. Nesta era em que a conveniência, a segurança e a conetividade são primordiais, os códigos QR continuam a ser uma ferramenta firme e fiável, fazendo a ponte entre os domínios virtual e físico com uma fiabilidade inigualável. À medida que continuamos a explorar o potencial ilimitado da tecnologia, os códigos QR permanecem como um símbolo duradouro de eficiência e acessibilidade na nossa paisagem digital em constante evolução.